Produto adicionado com sucessoEstoque insuficiente
Seja bem vindo(a), ! Seja bem vindo(a), Visitante!
Galeria
Lista
Mostrando 24 Produtos em 2 páginas
Mostrando 24 Produtos em 2 páginas

O que são fitoterápicos?

São um tipo de medicamento feito, exclusivamente, com matéria-prima vegetal, ou seja, produzidos a partir de plantas. Eles são amplamente usados pela população brasileira. Já ouviu a sua avó dizer que suco de maracujá acalma e gengibre faz bem para o estômago?

Então, a cultura popular usa bastante as propriedades medicinais para tratar problemas no organismo. Esses medicamentos podem ser de dois tipos distintos:

  • simples: feito a partir de uma única planta;
  • composto: produzido com substâncias de diferentes plantas.

Eles podem ser produzidos a partir de diferentes partes das plantas. Dessa forma, os ativos vegetais necessários para a composição do medicamento podem estar presentes nas raízes, nas folhas, nas flores, nas cascas ou nas sementes. Toda a planta pode ser aproveitada.

Os fitoterápicos são confiáveis?

Apesar de os fitoterápicos serem de origem natural, eles são feitos em laboratórios, da mesma forma como os medicamentos sintéticos. Passam por processos industriais, controle rigoroso de qualidade e de registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por isso, procure sempre pelos medicamentos que tenham o selo da Anvisa. Somente assim, você garante a qualidade e a eficácia dos produtos e a sua segurança.

Você, então, pode se perguntar se os fitoterápicos têm os mesmos efeitos no organismo dos medicamentos sintéticos. A resposta é sim! Eles têm resultados terapêuticos comprovados e podem ser usados com segurança.

Para quem são indicados?

Como qualquer outro medicamento, os fitoterápicos podem ser usados por qualquer pessoa, desde que sejam seguidas as orientações de um médico de confiança. Apesar de terem na composição matéria-prima vegetal, é preciso haver um controle no uso desse tipo de produto.

Há algumas restrições para:

  • pessoas com hipersensibilidade ao princípio ativo;
  • mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
  • idosos;
  • crianças;
  • pacientes com doenças cardiovasculares ou hepáticas;
  • com problemas imunológicos e de coagulação.

Todos eles devem consultar um profissional antes. Somente uma avaliação detalhada da doença e do estágio dela, além das condições do paciente, poderá dizer qual o melhor tratamento a ser seguido.

Para que servem os fitoterápicos?

Esse tipo de medicamento tem diferentes fins terapêuticos. Há fitoterápicos para ansiedade, para dormir, entre outros problemas. Veja alguns a seguir:

  • quadros de ansiedade, normalmente com um leve efeito calmante;
  • contra gases, dores intestinais e no estômago;
  • para tratar distúrbios do sono, insônia e intensa agitação;
  • fonte de vitamina C;
  • tratamento da prisão de ventre crônica ou momentânea;
  • má digestão e problemas no fígado.

Quais são os diferentes tipos de fitoterápicos?

Os medicamentos são feitos a partir de matéria-prima vegetal e podem vir em comprimidos, cápsulas ou em forma líquida, para ser usado em gotas, chás, entre outros.

Há uma diferença entre esses diferentes tipos, uma vez que comprimidos, cápsulas e líquidos são mais concentrados, e podem ter um efeito mais potente se comparado ao chá, por exemplo.

É preciso de receita médica para adquiri-los?

A depender do tratamento, alguns fitoterápicos exigem receita médica para serem adquiridos. Há também aqueles mais potentes e para casos graves e só podem ser comprados com indicação médica.

No entanto, alguns fitoterápicos para tratar doenças mais simples, como gripes e distúrbios do sono, podem ser obtidos sem a prescrição médica.

Produtos visitados